Contracepção de LONGA DURAÇÃO (LARC): DIU, SIU e Implante

DIU de Cobre

DIU de Cobre

O que significa LARC?

LARC é uma sigla em inglês para "Long-acting reversible contraceptives", o que em um tradução livre significa "Métodos Contraceptivos Reversíveis de Longa Duração".

Estes têm sido muito valorizados e utilizados por mulheres de todo o mundo devido à sua facilidade de utilização (não requer uma rotina de uso diária/semanal/mensal), alta eficácia (>99%) na prevenção da gestação não planejada (lembrando que nenhum método é 100% eficaz) e longa duração de uso. Podem ser utilizados por mulheres da adolescência à pré-menopausa que já tiveram filhos, ou não.

Quais são os tipos de LARC?

•    Dispositivo intrauterino (DIU) de cobre;
•    Sistema intrauterino (SIU) medicado com hormônio (progesterona);
•    Implante hormonal subdérmico (também de progesterona).

SIU de levonorgestrel

SIU de levonorgestrel

Implante Contraceptivo

Implante Contraceptivo

Qual a diferença entre eles?

O DIU e o SIU são pequenos dispositivos (3-4 cm de comprimento) inseridos dentro da cavidade uterina e as principais diferenças entre eles são:

  • Tempo de utilização: 5 ou 10 anos para o DIU de cobre e 5 anos para o SIU medicado com hormônio.
  • Ciclo menstrual: a usuária do DIU de cobre geralmente mantém seu ciclo menstrual regular (mensal) enquanto que com o SIU há uma possibilidade alta de não menstruar durante o tempo de utilização do método.
  • Custo: o custo inicial do SIU medicado com hormônio é geralmente maior que o do DIU de cobre, porém, eventuais benefícios secundários como ausência da menstruação e cólicas associadas podem compensar ou suplantar esta diferença inicial.

Já o Implante Contraceptivo Subdérmico é um pequeno tubo alongado de cerca de 4 cm inserido logo abaixo da pele, geralmente na face interna do braço. O fato dele ser superficial permite, na maior das vezes, a própria paciente sentir a sua presença no local ao palpar com os dedos. A duração do modelo atualmente disponível comercialmente no Brasil é de 3 anos. O custo inicial se assemelha ao do SIU medicado com hormônio e há também a possibilidade da paciente ficar sem menstruar durante o tempo de utilização do método.

E se quiser engravidar?

Se a paciente usuária de qualquer um dos tipos de LARCs desejar engravidar antes do término da vida útil do respectivo método, é só procurar o serviço de saúde para a retirada dos mesmos. O procedimento geralmente é rápido e a volta da fertilidade costuma ser no curto prazo.

Previne Infecções Sexualmente Transmissíveis (ISTs)?

NÃO! Sempre importante lembrar que assim como a maioria dos outros métodos contraceptivos, COM EXCEÇÃO DAS CAMISINHAS MASCULINA E FEMININA, os LARCs (DIU, SIU e implante) NÃO previnem a transmissão de ISTs (Infecções Sexualmente Transmissíveis). Desta forma, está recomendado o uso de preservativos em associação ao DIU/SIU/Implante em caso de relações com parceiro(a) cujo status de infeção para ISTs seja desconhecido.

 

VEJA MAIS

Siga no INSTAGRAM: @dr_albertofreitas

Curta no FACEBOOKfb.com/afreitasgineco

CONSULTÓRIO Dr. Alberto Freitas: gineco.rio.br

 

BUSCAR em Gineco.info

NAS REDES SOCIAIS - COMPARTILHE!