Ginecologia Geral

Conheça o Próprio Corpo - Mulheres

Conhecer melhor o próprio corpo e falar dele sem tabus ou meias palavras é fundamental inclusive no cuidado da saúde. Quando podemos conversar e abordar assuntos relacionados à genitália e a saúde sexual com naturalidade reduzimos o risco de ignorar ou subestimar problemas importantes.

Educação sexual também é isso. Conheça o seu corpo e se cuide!

Veja estas maravilhosas ilustrações do projeto “Mãe Solo” no Instagram:

Vagina:

Vulva:

Glande do Clitóris, Lábios, Uretra e entrada da Vagina:

Clítoris:

Vagina Não É Uma Palavra Suja!

Medo De Sua Próprio Anatomia?

Esta obra surpreendente da artista Eleanor Beth Haswell é uma série fotográfica de 2014 intitulada "Why Are You So Afraid Of Your Own Anatomy?" ("POR QUE VOCÊ TEM TANTO MEDO DE SUA PRÓPRIA ANATOMIA?", em uma tradução livre) e acho que o objetivo é fazer as mulheres conhecerem e entenderem sua própria anatomia, sem preconceitos e sem tabus. O detalhe da primeira imagem é muito interessante para se ter uma ideia da localização da vagina, do útero, trompas e ovários dentro da pelve.

Nas Redes Sociais - Compartilhe!

A Melhor Ferramenta do Médico...

E nisto em que eu acredito e é assim que eu trabalho:

IMG_20190401_194509_671.jpg

Nas Redes Sociais - Compartilhe!

Tudo Sobre a Menopausa (vídeo)

Descubra tudo sobre a MENOPAUSA:

• Esse calorão é normal? O ressecamento vaginal é assim mesmo?

• A terapia hormonal é obrigatória? Pode mesmo aliviar os sintomas incômodos da Menopausa?

• O RISCO de câncer de mama em mulheres que fazem uso da Terapia Hormonal na Menopausa é grande? Será que há PROTEÇÃO contra algum tipo de câncer?

Veja no vídeo abaixo:

Nas Redes Sociais - Compartilhe!

A Inserção do DIU Dói?

O medo de sentir uma dor insuportável talvez seja o maior entrave para opção do DIU pelas mulheres.

Seria mentira dizer que a inserção do DIU em consultório, sem nenhum procedimento auxiliar de sedação, seja indolor. Entretanto, é uma dor leve que muitas pacientes comparam a uma cólica menstrual moderada. É verdade também que algumas mulheres poderão relatar dor mais intensa na inserção do DIU; entretanto estas não parecem ser a maioria e este incômodo geralemnte passa com o auxílio de medicamentos para dor e nas horas seguintes após o procedimento.

Veja no vídeo abaixo o que esperar em relação à dor no procedimento de inserção do DIU.

Nas Redes Sociais - Compartilhe!

Quando fazer o exame PREVENTIVO? (Descubra em menos de 30 segundos!)

QUANDO DEVO FAZER O EXAME PREVENTIVO? 🙇‍♀️

O exame Preventivo (também chamado de Papanicolau) é o principal motivo para as mulheres comparecerem uma vez ao ano na consulta de rotina ginecológica. Algumas mulheres referem até mesmo fazer o exame de 6 em 6 meses! Mas será que precisa mesmo estes exames repetidos?

Veja no vídeo abaixo as recomendações de realização do exame preventivo, conforme as diretrizes do Ministério da Saúde.

Nas Redes Sociais - Compartilhe!

Prevenção e Diagnóstico Precoce do Câncer de Mama

"Chip da beleza" - Euforia está passando?

chip da beleza.png

ATENÇÃO com a febre dos implantes hormonais manipulados conhecidos como "chip da beleza". São amplamente divulgados em matérias da mídia geralmente em tom elogioso, mas carecem de um respaldo científico claro.

O Globo apresenta um contraponto sobre os possíveis efeitos adversos e o desconhecimento dos efeitos à longo prazo:

"E se um bastonete de dois centímetros fosse capaz de aumentar a disposição e a libido e ainda servisse como um contraceptivo para mulheres em idade fértil ou um repositor hormonal para a turma da menopausa?
...
Mas, como diz o ditado, “quando a esmola é demais o santo desconfia”. As sociedades médicas têm se preocupado com o uso indiscriminado desse tipo de medicação com finalidade estética. Segundo elas, os chips podem trazer efeitos colaterais muito maiores do que os benefícios.
...
— Não existem estudos sérios a longo prazo sobre esses implantes, por isso as sociedades médicas aqui no Brasil não respaldam — diz a ginecologista Carolina Mocarzel. — Tanto que, lá fora, não há esse modismo como aqui."

Leia a matéria completa: "Chip da beleza: efeitos colaterais podem ser maiores do que os benefícios" [O Globo]

 

VEJA MAIS

Siga no INSTAGRAM: @dr_albertofreitas

Curta no FACEBOOKfb.com/afreitasgineco

CONSULTÓRIO Dr. Alberto Freitas: gineco.rio.br

 

BUSCAR em Gineco.info

Nas Redes Sociais - Compartilhe!

Coletor menstrual - Como utilizar

upload.png

As pacientes que decidiram experimentar o coletor geralmente adoram e dificilmente voltam atrás. Claro que muitas vezes é necessário um período de adaptação onde muitas dúvidas, dificuldades e pequenos vazamentos podem ocorrer nos primeiros ciclos. 🤔

Talvez a maior dificuldade inicial seja decorrente do medo da "novidade" associado a um certo desconhecimento da anatomia da própria genitália interna (canal vaginal e útero). Daí surge dúvidas como: "será que vou saber colocar sozinha na posição certa?", "será que eu posso perder este copinho aí dentro de mim?", etc. 😮

Se estiver curiosa ou disposta a tentar, veja abaixo algumas orientações gerais de inserção e posicionamento correto do coletor. Podem existir pequenas diferenças entre fabricantes e também tamanhos diferentes de acordo com a idade e/ou antecedentes de gestação da mulher. Sempre leia o folheto informativo de cada produto e tire as dúvidas com um profissional de saúde familiarizado com o coletor.

upload.png
upload.png

Atenção: ⚠️

Não é recomendado o uso contínuo de coletores menstruais por mais de 12 horas. Se o fluxo menstrual ainda estiver presente, retire o coletor, descarte o fluxo armazenado e higienize-o com água e sabão antes de introduzir no canal vaginal novamente. 

Veja abaixo vídeo demonstrativo (muito bem explicado!) de um dos modelos disponíveis no mercado: (*OBS: nenhuma relação comercial entre esta página e o fabricante do produto)

NAS REDES SOCIAIS - COMPARTILHE!

40 anos do primeiro "bebê de proveta"!

upload.png

Hoje, 25/07/18, Louise Brown a primeira "bebê de proveta", ou seja, nascida de um procedimento de reprodução assistida através da técnica de fertilização in vitro (FIV), faz 40 anos! Estima-se que, desde aquele julho de 1978, cerca de 8 milhões de bebês pelo planeta tenham nascido de gestações decorrentes de uma FIV. Números realmente impressionantes!

Capa do jornal britânico "Daily Mail" em 25/07 de 1978.

Capa do jornal britânico "Daily Mail" em 25/07 de 1978.

Hoje, a FIV é amplamente disponível no mundo e realizada diariamente para auxiliar mulheres e casais que desejam engravidar. É verdade que o custo de todo procedimento (medicamentos incluídos) está longe de ser acessível para todos que poderiam se beneficiar e, infelizmente, as taxas de sucesso a cada ciclo de FIV não são as que nós médicos desejaríamos; entretanto, o avanço da tecnologia, novos estudos e novas técnicas de reprodução assistida tendem a colaborar para a redução dos custos e aumento da taxa de gestação a cada ciclo.

Parabéns, Louise Brown! Happy Birthday!

Leia artigo [em inglês] escrito pela própria Louise Brown e publicado em comemoração à esta data especial.

Louise Brown recém nascida.

Louise Brown recém nascida.

VEJA MAIS

Posts de OBSTETRÍCIA

Índice de Gineco.info

Endometriose: novo tratamento oral aprovado

endometriose.png

Foi aprovado ontem (23/07/18) pelo FDA (agência norte-americana de medicamentos e alimentos) uma nova opção de TRATAMENTO ORAL para pacientes com DOR MODERADA À SEVERA associada à ENDOMETRIOSE. A nova substância chamada ELAGOLIX ainda terá a sua comercialização iniciada nos Estados Unidos e não há notícias sobre a disponibilidade no Brasil.

O Elagolix é um antagonista do GnRH, o que significa que irá atuar inibindo a produção e liberação de importantes hormônios (FSH e LH) liberados pela hipófise (glândula na base do cérebro) e que controlam o funcionamento dos ovários. Desta forma, a redução do LH e FSH irá levar à redução de hormônios esteroides sexuais estradiol e progesterona produzidos pelos ovários.

Por um lado, o resultado esperado e benéfico para pacientes acometidas pela endometriose é de REDUÇÃO DA DISMENORREIA (dor associada ao período menstrual) e da DOR PÉLVICA não associada ao período menstrual. Por outro lado, os possíveis efeitos adversos não são desprezíveis e estão principalmente associados à redução dos níveis de estrogênio circulante durante o uso da droga podendo levar à ondas de calor (fogachos) e redução da massa óssea (dependente da dose e tempo de tratamento). Durante os ensaios clínicos também foram observados (mais raramente) queixas depressivas e suicidas, dentre outros. O uso está restrito em bula à 6 ou 24 meses de tratamento a depender da dose diária.

Então, como qualquer novo medicamento não seve ser encarado como “salvação para todos os males”, mas sim como mais uma ferramenta no arsenal de tratamento clínico (não cirúrgico) da Endometriose. Cada paciente deve ser consultada e avaliada individualmente para avaliar riscos e benefícios dos tratamentos disponíveis.

Certamente, muitos novos estudos virão nos próximos anos analisando o uso desta droga em diferentes situações e pacientes.]

 

VEJA MAIS

Siga no INSTAGRAM: @dr_albertofreitas

Curta no FACEBOOKfb.com/afreitasgineco

CONSULTÓRIO Dr. Alberto Freitas: gineco.rio.br

 

BUSCAR em Gineco.info

NAS REDES SOCIAIS - COMPARTILHE!

Adenomiose - Cólica menstrual dolorosa e sangramento uterino anormal

adenomiose.png

ADENOMIOSE é uma "parente próxima" da Endometriose. A diferença mais marcante é que a ADENOMIOSE costuma ser acompanhada de sangramento uterino anormal (em volume aumentado) além da cólica menstrual dolorosa; enquanto que na Endometriose geralmente apenas a cólica chama a atenção (podendo evoluir posteriormente com queixas de infertilidade e dor crônica fora do período menstrual).

Útero normal (à esquerda) e útero com adenomiose (à direita) - https://www.mayoclinic.org/diseases-conditions/adenomyosis/symptoms-causes/syc-20369138 

Útero normal (à esquerda) e útero com adenomiose (à direita) - https://www.mayoclinic.org/diseases-conditions/adenomyosis/symptoms-causes/syc-20369138 

_________________

"O que é adenomiose, o problema ginecológico 'dez vezes mais doloroso que o parto'" (BBC BRASIL)

A adenomiose é um transtorno que ocorre quando as células de revestimento do útero (endométrio) se incrustram nas fibras musculares da parede uterina.
Segundo a Organização Mundial da Saúde, uma de cada 10 mulheres no mundo pode ter adenomiose. A doença pode afetar qualquer mulher que menstrue, independentemente da idade.
...
Os dois sintomas mais comuns da adenomiose são menstruação abundante e forte dor pélvica. "Uma vez senti tanta dor que tive de chamar a ambulância", explica Zélie. "Quando vieram, pensaram que eu deveria ter apendicite. Eu falei que tinha adenomiose, mas eles não sabiam o que era isso."
...
A adenomiose pode ser detectada em uma ultrassonografia transvaginal ou ressonância magnética. A pílula anticoncepcional ou injeções hormonais são alguns dos tratamentos que podem ser efetivos.

Matéria completa em bbc.in/2Lkkxjl

VEJA MAIS

É normal sentir cólicas muito dolorosas no período menstrual? (Endometriose e Adenomiose)

Mitos e Verdades da Endometriose

Interrupção da Menstruação

Posts sobre ENDOMETRIOSE

Índice de Gineco.info

Agenda Aberta GINECOLOGIA: SEXTA e SÁBADO em Botafogo

sexta e sabado.png
  • Ginecologia geral
  • Ginecologia endócrina
  • Contracepção
  • Distúrbios da menstruação
  • Cólicas menstruais dolorosas
  • Menopausa, Climatério
  • Exames preventivos
  • Infecções sexualmente transmissíveis e outros.

👨‍⚕️ Agenda aberta para atendimento SEXTA e SÁBADO em Botafogo - Rua Voluntários da Pátria, 190, sala 1026.

➡️ Entre em contato via Facebook Messenger (m.me/afreitasgineco) ou através do site (gineco.rio.br/#contato)! Agenda de atendimento e informações profissionais também disponíveis no site.

🔎 Curta Dr. Alberto Freitas - Ginecologia no Facebook e siga @dr_albertofreitas no Instagram.

VEJA MAIS

Posts sobre CONTRACEPÇÃO

Posts sobre MENOPAUSA

Posts sobre GESTAÇÃO

Posts sobre ENDOMETRIOSE

Índice de Gineco.info

Em caso de VIOLÊNCIA SEXUAL não fique sozinha!

violencia sexual.jpg

VIOLÊNCIA SEXUAL infelizmente ainda acontece e NADA JUSTIFICA uma atrocidade dessas. A culpa nunca é da vítima!

"Em caso de violência sexual não fique sozinha!
Você tem direito ao atendimento em toda rede pública de saúde. Dirija-se o mais rápido possível a uma unidade.


O atendimento inclui a pílula do dia seguinte em até 72 horas (Lei 12.845/2013), prevenção de Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST's, HIV/AIDS) e acompanhamento social e psicológico.
Em caso de gravidez decorrente de estupro, você tem direito ao aborto legal (art. 128, Código Penal). No caso do risco de morte materna e anencefalia também é permitida a interrupção da gestação (ADPF 54/STF).
Crianças e adolescente até 14 anos têm direito a esses atendimentos, assim como toda pessoa submetida a sexo sem consentimento.

Você também pode buscar orientações através da Central de Atendimento à Mulher. Ligue para o 180.

Atenção: Não é necessário registro de ocorrência ou autorização judicial para o atendimento de saúde."

Via Defensoria Pública do Estado do Rio de Janeiro.

 

VEJA MAIS

Relações Abusivas / Violência contra a Mulher

denuncie 180.jpg

Principais métodos de Contracepção

Contracepção: Brasil leva goleada!

BBC Brasil

BBC Brasil

Método contraceptivo bom é o que a paciente deseja utilizar. Melhor ainda quando ela recebe a orientação correta e tem acesso sem dificuldades ao método escolhido.

"O Brasil paga caro por investir mal em contracepção. Conseguir DIU, injeção de hormônio, vasectomia e laqueadura pelo SUS pode ser uma missão quase impossível. E a eficácia da pílula cai muito quando usada incorretamente." (BBC Brasil)

Leia a matéria completa: "Com 55% de gestações não planejadas, Brasil falha na oferta de contracepção eficaz".

BBC Brasil

BBC Brasil